B3 (BM&F BOVESPA)

A B3, que fica em São Paulo, é a maior bolsa da América Latina, no entanto ela fica na 20ª posição entre as bolsas mundiais.

A sua capitalização de mercado é de 938 bilhões de dólares e o seu volume negociado é de 62 bilhões de dólares por mês.

A primeira bolsa de valores brasileira é do período colonial de 1890. Até 1960 haviam 27 bolsas de valores, vinculadas às secretarias estaduais.

A principal bolsa do Brasil costumava ser a Bolsa do Rio de Janeiro, no entanto após o crash de 1971 ela foi perdendo espaço em detrimento da Bolsa de São Paulo, que se chamava Bovespa.

Em 2000 as nove bolsas que ainda existiam no Brasil assinaram um acordo de integração e toda a negociação de ações centrou-se na Bovespa, com a Bolsa do Rio de Janeiro operando títulos públicos.

Em 2002 a Bolsa do Rio foi incorporada pela BM&F (Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros), que negociava principalmente commodities.

Em 2008 iniciou-se o processo de fusão da Bovespa com a BM&F que criou a BM&FBovespa.

Em 2017 essa empresa se fundiu à CETIP (Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos Privados), criando assim a B3 dos moldes atuais.

Maiores empresas negociadas – Petrobrás, Itaú Unibanco, Bradesco, Vale, Ambev


Principal Índice – IBOVESPA